Sebrae e Banco do Brasil assinam acordo para beneficiar pequenos negócio

Convênio vai favorecer acesso bancário, promover educação financeira e apoiar a expansão da Empresa Simples de Crédito

Publicado em 25/11/2019 as 17:25

Donos de pequenos negócios receberão qualificação em educação financeira para ampliar o acesso a serviços e soluções bancárias. Nesta segunda-feira (25), o Sebrae e o Banco do Brasil assinaram acordo para contribuir para a geração de negócios sustentáveis, entre Microempreendedores Individuais (MEI), Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (EPP).



A parceria entre as duas instituições também vai melhorar a qualificação do empreendedor para fins de crédito e apoiar a expansão da Empresa Simples de Crédito, que já somam mais de 400 negócios no país. Com o acordo, o banco será a principal plataforma para as Empresas Simples de Crédito (ESC), que é um dos principais meios para os pequenos negócios obterem empréstimos a baixo custo e sem burocracia.



Pelo convênio de cooperação técnica entre as duas instituições, o Banco do Brasil vai oferecer assistência creditícia, privilegiando os clientes qualificados pelo Sebrae com melhores taxas, tarifas de serviço diferenciadas e Cartão do Empreendedor.



“O convênio vai possibilitar um melhor acesso aos serviços financeiros pelos donos de micro e pequenos empresas e uma melhor troca de informações”, explica o superintendente do Sebrae, Paulo do Eirado.



Orientação



Especialistas das duas instituições farão orientação conjunta e uma troca de experiências para melhor atender aos donos de pequenos negócios. O acordo também prevê o compartilhamento de inteligência de dados para oferta de benefícios do Banco do Brasil aos clientes do Sebrae e disponibilização de atendimento do Sebrae (cursos, consultorias, palestras etc.) para clientes do banco.



As duas instituições promoverão ainda a educação financeira dos empresários assistidos e haverá intercâmbio de soluções educacionais para seus colaboradores.



“Somar as forças das duas casas é certeza de sucesso. Quem ganha com a parceria de dois gigantes são os donos de pequenas empresas, que são o futuro do país”, ressalta o superintendente do Banco do Brasil em Sergipe, Germano Martins.