Sergipe participa de Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (ENANI)

A pesquisa domiciliar consiste em avaliar as práticas de aleitamento materno e alimentação infantil, o estado nutricional e a epidemiologia das deficiências de micronutrientes em crianças menores de cinco anos

Publicado em 05/11/2019 as 13:28

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em parceria com o Ministério da Saúde e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, está realizando o Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (ENANI). A pesquisa domiciliar consiste em avaliar as práticas de aleitamento materno e alimentação infantil, o estado nutricional e a epidemiologia das deficiências de micronutrientes em crianças menores de cinco anos, em 123 municípios brasileiros selecionados aleatoriamente, com o objetivo de subsidiar o planejamento de políticas e ações sociais e de saúde.



Uma equipe de sete entrevistadores identificados com camisa e crachá visitará os domicílios do estado de Sergipe para realizar entrevistas, pesar e medir as crianças e mães e coletar sangue das crianças. Para minimizar riscos inerentes à coleta se sangue, o procedimento será realizado por profissional de um laboratório de análises clínicas, com experiência e competência para coletar sangue em crianças menores de cinco anos.



Em Sergipe, está prevista uma amostra de 220 crianças em domicílios de setores censitários previamente determinados por nossos pesquisadores. A partir de 40 dias após a coleta de dados, os participantes do estudo receberão, por correio ou por e-mail, os resultados das medidas de peso e altura, bem como do exame de sangue.



A participação dos indivíduos é voluntária e a identificação individual dos participantes não será revelada. A publicação dos resultados será feita em nível estadual e nacional e um relatório com os dados em seu município será disponibilizado à Secretaria Municipal de Saúde.



Mais informações pelo site (www.enani.nutricao.ufrj.br). O estudo também dispõe de atendimento telefônico gratuito para tirar dúvidas: 0800 808 0990.



Fonte: PM/SE