Nestor Piva organiza força-tarefa para receber estudantes intoxicados

Por Assessoria de comunicação

Publicado em 11/05/2019 as 10:46
Foto: imagem da internet

Pelo menos 12 alunos precisaram de atendimento médico nessa quinta-feira, 09, após serem diagnosticados com intoxicação alimentar após a realização de refeição realizada no Centro de Excelência Maria Ivanda, em Aracaju. Os estudantes relatavam dores de cabeça, náusea e diarreia (com possível causa de intoxicação alimentar).

Eles foram atendidos pelo Samu e depois, encaminhados a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva que criou uma força tarefa para recebê-los, com a disponibilização de uma sala especial, com amplo acompanhamento médico e clínico, com os estudantes passando pela realização de exames e consultas.

De acordo com a senhora Rosimeire Gomes, que acompanhava a filha Maria Estephany, a filha foi bem atendida na unidade. “Ela foi muito bem tratada, com o acompanhamento constante dos médicos. Não tenho do que reclamar, só agradecer”, salientou.

A Gestora Administrativa da UPA, Jórias Dias, afirmou que os adolescentes tiveram sintomas típicos de intoxicação alimentar, como vômito e diarreia. Conforme ela, nesses casos o risco maior é de desidratação, já que ocorre grande perda de água e sais. Por isso, o tratamento envolveu hidratação, através de soro.

No final da tarde todos os estudantes receberam alta da unidade, que reafirmou o trabalho de qualidade e eficiência na prestação dos serviços.