Centro Médico do Trabalhador esclarece e rebate informações do Presidente do Sindimed

Por Ascom/Nestor Piva

Publicado em 14/03/2019 as 16:19
Foto: imagem da internet

O Centro Médico do Trabalhador, responsável pela gestão administrativa da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva, refuta de forma veemente as declarações realizadas pelo Presidente do Sindicato do Médicos, João Augusto, durante entrevista concedida à emissora de televisão do estado de Sergipe na última quarta-feira, 13.

Na ocasião, o sindicalista faltou com a verdade ao afirmar que após o processo de terceirização adotado pela Prefeitura de Aracaju, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva passou a disponibilizar apenas 02 a 03 médicos à comunidade que procura a unidade.

Quando na verdade, como facilmente pode-se constatar diariamente, a UPA dispõe durante atendimentos a presença de 07 médicos. Chegando, em algumas ocasiões, a oferecer atenção à sociedade com 08 médicos. Sendo: 03 clínicos, 01 estabilização, 01 cirurgia, 03 ortopedistas, 01 ultrassom. Além de enfermeiros, equipamentos para a realização de exames, Raio X fixo e móvel, laboratório, dentre outros serviços.

Reflexo disso está na quantidade de atendimentos realizados durante esses dois meses de funcionamento. Vejam só esses números:
Clínica Médica: 20.925 atendimentos;
Clínica Ortopédica: 3.597 atendimentos;
Atendimento Cirúrgico: 3.399 atendimentos;
Totalizando: 27.921 atendimentos.

Outra inverdade apresentada pelo sindicalista está em relação a inexistência do serviço de internamento e ultrassom. O que, infelizmente, demonstra o rancor e falta de responsabilidade do sindicalista com a sociedade e, principalmente, com os pacientes que procuram o Nestor Piva para serem atendidos.

A sociedade aracajuana é ciente de que umas das primeiras medidas adotadas pela nova gestão administrativa da unidade foi a de reforçar a presença de profissionais e a disponibilização de serviços. Seja, criando uma sala de estabilização médico fixo 24h melhorando a acomodação dos pacientes, acompanhantes e médicos, reestruturando a climatização da unidade, disponibilizando serviço wi-fi gratuito e, em parceria com a Guarda Municipal, possibilitando uma base da companhia na unidade, oferecendo mais segurança e tranquilidade.

De acordo com o administrador Dr. Eduardo Pinto, atual gestão trabalha com o propósito de promover a humanização na unidade, seja como forma de assistência prestada às pessoas, seja com o desenvolvimento de outras ações voltadas ao bem estar de todos os envolvidos no processo de saúde.

Também esclarecemos que ao contrário do que disse o sindicalista, mantemos em pleno funcionamento uma área para internamento de pacientes. Inclusive, trabalhando em parceria com o Serviço Médico de Urgência (SAMU) evitando que as ambulâncias fiquem paradas na unidade, seja à espera de maca ou atendimento.

Vale destacar que a terceirização do Nestor Piva provoca mensalmente a Prefeitura de Aracaju uma economia mensal de R$ 500 mil mensais, conforme contabilidade da Secretaria de Saúde.

Os novos procedimentos e ações no Nestor Piva já são percebidos por pacientes e representantes da sociedade (vereadores, Conselho Municipal de Saúde, Conselho Regional de Medicina) que em visitas ou atendimento na unidade sentiram o propósito de melhor atender e oferecer uma eficiência no acompanhamento médico trata-se de uma realidade na UPA Zona Norte.

Recentemente, durante audiência realizada na Câmara de Vereadores com a presença da Secretária Municipal de Saúde Waneska Barbosa, o vereador Palhaço Soneca (PPS) ocupou a Tribuna para elogiar o serviço. “Ontem levei minha esposa ao Nestor Piva para ser atendida. Por incrível que pareça, o atendimento foi nota mil. Percebo que o atendimento está melhorando, ouvi várias pessoas elogiando o atendimento e os profissionais também estão fazendo um belo trabalho”, disse.

Outro parlamentar que já declarou publicamente felicidade com a mudança de funcionamento na unidade foi o Ver. Jason Neto.

“Também percebi que o atendimento no Nestor Piva melhorou muito. Sei que ainda precisa melhorar o atendimento nos postos de saúde, mas já está bem melhor.

Concluímos, lamentando a postura inadequada e infeliz do sindicalista.