Ação promovida pelo Vereador Zezinho do Bugio oferece serviços gratuitos a mais de 600 pessoas

Por Marcos Simões

Publicado em 08/03/2019 as 11:09

Um dia inteiro para cuidar da beleza e saúde da mulher. A Ação “Autoestima”, realizada nesta última quinta-feira (7), no conjunto Bugio, contou com a presença de centenas de moradores da localidade, atraídos pelos serviços de corte, maquiagem, manicure, massagem, aferição de pressão e muito outros de forma gratuita. A ação foi idealizada pelo vereador Zezinho do Bugio e o Sindicato dos Cabelereiros Autônomos de Sergipe - Sindicab.

O vereador Zezinho recorda que esta não é a primeira vez que a comunidade é contemplada com a ação. “Já são vários anos que temos a alegria em realizar este momento e possibilitar às mulheres e demais moradores do conjunto Bugio e adjacências serviços que ajudam a melhorar a autoestima”, falou o vereador que trouxe outra novidade que deve beneficiar toda a população. “A partir da próxima semana, vamos oferecer, cotidianamente, uma atenção psicológica para as mulheres, sobretudo, àquelas que sofreram algum tipo de abuso ou trauma.”, completou Zezinho.

A presidente do Sindicab, Rosemaria Leite, falou da importância do evento e da somação de parceiros para que os serviços fossem oferecidos. “A palavra que fica é gratidão a todos os profissionais, estudantes, ao povo que aqui esteve e, principalmente, ao vereador Zezinho que não mediu esforços para possibilitar tudo isso”, externou Rose, como é popularmente conhecida.

Uma das organizadoras, a empresária, Edna Pinheiro, destacou a importância da valorização da mulher. “O dia de hora foi para homenagear nossas mulheres e, por traz disso, trazer o despertar para a importância do combate ao feminicídio e a violência contra a mulher”, explicou.

Palestras

Uma das atividades da programação foi a palestra sobre o combate à violência contra a mulher, ministrada pela tenente Iuka, que destacou a importância da denúncia que precisa ser feita por parte das agredidas. “Nós precisamos denunciar e não deixar impunes aqueles que praticam o mal contra nós mulheres. Essa violência pode acabar, mas é necessário o engajamento de toda a sociedade, principalmente, o nosso. Denunciem”, alertou a militar.


A segunda palestra que também chamou a atenção de todos os participantes do evento, foi ministrada pelo psicólogo Leonardo e tratou do feminicídio e a importância do acompanhamento de um profissional para o cuidado psicológico. “Milhares de mulheres ficam traumatizadas após sofrerem violência doméstica, por isso, nosso papel se torna ainda mais importante, em acompanhar e ajudar”, salientou Leonardo, que será um dos profissionais componentes no projeto de acompanhamento psicológico.

A proposta é que as ações continuem a partir do próximo mês, expandindo para outros bairros da zona norte de Aracaju.