Vereador Zezinho emite nota: “inadmissível chamar os nossos policiais de vagabundos”

Por Assessoria de comunicação

Publicado em 27/02/2019 as 12:13

Ainda consternado pela forma em que um advogado sergipano se referiu aos policiais militares de Sergipe em uma rede social, o vereador de Aracaju e sargento, Zezinho do Bugio, divulgou nota de repúdio na manhã desta quarta-feira (27).

O vereador também usou o grande expediente e relatou sua profunda indignação pelos termos atribuídos aos policiais militares. “Assim como os colegas policiais, não mereço ser chamado de ‘vagabundo’, como disse o advogado Edimar Cruz”, falou Zezinho que exerce o papel de policial há mais de 22 anos. “Como pode um advogado usar de uma rede social para atingir de forma irresponsável toda uma classe?”, indagou o vereador.
Segue a nota na íntegra:

Recebo com muita indignação a forma em que o advogado, Edimar Cruz, membro da OAB/SE, se dirigiu, inconsequentemente, aos nossos policiais no dia de ontem. É inadmissível tratar os PMs desta maneira, afinal muitos cumprem a sua missão diária nas ruas e a fazem com muita garra. Sabemos que a atuação exclusiva de grupo de militares não deve representar o trabalho de milhares de abnegados profissionais que, mesmo em meio a tantas dificuldades, buscam garantir a segurança dos cidadãos sergipanos.

Como um magistrado, a postura do advogado é totalmente contrária aos princípios daqueles que devem atuar para garantir o direito de todos, bem como entendem os seus direitos e deveres. Sei que centenas de advogados e membros da OAB neste Estado, não corroboram com tal atitude. Garanto que, se houve abuso, será apurado pela corregedoria e os envolvidos serão penalizados.

Como vereador de Aracaju, militar e cidadão, devo expressar minha profunda tristeza e me solidarizar com os demais policiais que foram também atingidos pelas palavras do advogado. Continuaremos na luta pela valorização e respeito dos colegas militares.