Valadares Filho e Mendonça Prado

Por Carlos Batalha

Publicado em 11/04/2018 as 11:22
Foto: imagem da internet

Anotem bem. Os dois nomes acima poderão formar uma chapa altamente competitiva para a disputa do Governo do Estado.

O Senador Valadares já afirmou e confirmou de certa forma com alguma surpresa, que o seu filho, deputado federal Valadares Filho, será candidato ao Governo do Estado. A surpresa deve-se ao fato de que todos esperavam que fosse mantida para 2018, a aliança formada entre os Valadares, Amorim e André Moura em 2014, quando da candidatura de Eduardo Amorim ao governo.

Por outro lado, Mendonça Prado, hoje à frente do Democratas, já em 2017, falava do seu desejo de disputar o cargo de mais alto mandatário do estado.

Ambos possuem experiência parlamentar como deputados federais, sendo que Mendonça já foi também vereador e deputado estadual, e por coincidência os dois já disputaram a Prefeitura de Aracaju. Mendonça em 2008 e Valadares Filho em 2016.

Em 2018, há quem afirme que os dois poderão unir forças objetivando o Governo do Estado.

Quem seria o vice?

Exatamente aí reside a grande dúvida. Mendonça já afirmou que não abre mão da candidatura. Por outro lado, o Senador Valadares já afirmou que o seu filho também será candidato ao mesmo cargo.

Como ainda estamos há seis meses das eleições e como política é a arte de compor, tudo é possível acontecer, inclusive uma composição entre ambos.


Carlos Batalha

Jornalista e radialista tendo iniciado a sua vida profissional na Radio Sociedade da Bahia. Chegou em Aracaju para trabalhar na Rádio Cultura de Sergipe passando por vários outros orgãos da nossa imprensa a exemplo da Rádio Jornal, Rádio Liberdade, Rádio e Tv Aperipê onde foi inclusive seu superintendente. Trabalhou também como apresentador na TV Atalaia, TV Jornal e TV Cidade. Exerceu na vida pública os cargos de assessor especial do governo Augusto Franco tendo sido Secretário de Estado de Comunicação e de Esportes no período de 2003 a 2007 e Secretário de Comunicação Municipal da Prefeitura de Aracaju no período de 2013 a 2016.