Escola da Rede Estadual em Carmópolis realiza mostra de trabalhos produzidos por alunos da Educação Especial

Por Ascom/ SEED

Publicado em 06/12/2018 as 10:42

Para celebrar o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, comemorado no Brasil e em centenas de países na última segunda-feira, dia 3, o Colégio Estadual Poeta José Sampaio reuniu os trabalhos produzidos, ao longo do ano letivo, pelos alunos da Educação Especial, assistidos na Sala de Recursos Multifuncionais (SRM) da unidade, e os expôs para toda a comunidade escolar.

De acordo com a professora Cícera Maria dos Santos, que atua na SRM do “Poeta José Sampaio” – unidade escolar localizada no município de Carmópolis, circunscrita à Diretoria Regional de Educação 4 (DRE 4) – , a iniciativa, desenvolvida pelas equipes diretiva e docente, objetivou incentivar a produção dos alunos e incluí-los socialmente. “Esses trabalhos demonstram a capacidade de superação dos nossos alunos da Educação Especial”, destaca Cícera.

Somadas, as matrículas de alunos da Educação Especial do Colégio Poeta José Sampaio e das demais unidades escolares da Rede Estadual em 2018 representam um aumento de 170% no número de cidadãos com necessidades especiais de atendimento educacional, assistidos pela rede em relação ao ano letivo de 2016. Salto atribuído, sobretudo, a políticas públicas desenvolvidas e executadas pelo Governo de Sergipe, por intermédio da Secretaria de Estado da Educação (Seed), como o Programa Estadual de Atendimento da Educação Especial.

Coordenado pelo Serviço de Educação em Direitos Humanos, do Departamento de Educação (SEDH/Ded/Seed), o Programa identifica, avalia e diagnostica crianças e adolescentes, de todas as redes de ensino, quanto à necessidade de atendimento educacional especializado e oferece as condições necessárias para que esse atendimento se efetive, com sucesso, nas escolas da rede pública.

Para isso, explica a professora Josevanda Mendonça Franco, coordenadora do SEDH, a pasta desenvolve um conjunto de ações voltadas à qualificação da assistência dos cidadãos com deficiência que requerem atenção especial no atendimento educacional escolar, como a capacitação contínua dos profissionais que atendem a esse público, nas salas de aula e nas salas de recursos multifuncionais, como a do Colégio Poeta José Sampaio, em Carmópolis.

Apoio Escolar

De forma inédita no país, a Seed redefiniu de modo conceitual e organizacional suas políticas de Educação Especial, em cumprimento às determinações legais e doutrinárias, como a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência – LBI (Lei Federal nº 13.146, de 6 de julho de 2015), e criou as funções Apoio Escolar I e Apoio Escolar II.

“Além da função Apoio Escolar I, que atua na perspectiva do Cuidador Escolar e auxilia o aluno da Educação Especial no âmbito de suas necessidades de alimentação, higiene e locomoção, constatamos haver a necessidade de um profissional para atuar, especificamente, na articulação pedagógica com esse estudante, trabalho este desenvolvido pelo Apoio Escolar II, função desenvolvida por profissional graduado em pedagogia ou curso de licenciatura superior que atua junto ao professor que está em regência de classe na sala de aula”, afirma a professora Josevanda Franco.

Desse modo, no último mês de junho de 2018, destaca o secretário de Estado da Educação, professor Josué Modesto, o Governo de Sergipe selecionou e contratou 142 profissionais para atuar nessas duas funções em unidades escolares da Rede Estadual e capacitou a todos por meio da Capacitação Inicial do Programa Estadual de Formação Continuada da Educação Especial.

“O curso instrumentalizou esses novos profissionais para o atendimento às demandas da modalidade Educação Especial, em uma perspectiva inclusiva e, também, discutiu aspectos metodológicos de atendimento a crianças e adolescentes com deficiências, regularmente matriculadas em escolas da Rede Estadual”, afirma o gestor da Educação.