Trabalho dos Agentes de Combate as Endemias reduz índice de infestação do aedes aegypti em Lagarto

Por Ascom/ Lagarto

Publicado em 08/10/2018 as 11:23

Todos já sabem que a dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

E uma das principais medidas de prevenção desse vetor é acabar com o mosquito, mantendo a residência, terrenos baldios, comércios, borracharias, dentre outras localidades, sempre limpo e eliminando os possíveis criadouros.

É com base nesse pressuposto, que os Agentes de Combate as Endemias (ACE), desenvolvem suas atividades.

Citamos abaixo algumas das atribuições destes guerreiros do dia a dia:

Desenvolver ações educativas e de mobilização da comunidade relativas ao controle das doenças/agravos;Orientar a comunidade sobre sintomas, riscos e agente transmissor de doenças e medidas de prevenção individual e coletiva;Mobilizar a comunidade para desenvolver medidas simples de manejo ambiental e outras formas de intervenção no ambiente para o controle de vetores.

Através destas ações desenvolvidas pelos ACE, houve uma redução significativa no Índice de Infestação Predial (IIP) pelo Aedes Aegypti.

Esse índice é indicador que mede o risco de adoecimento da população pelas doenças Dengue, Chikungunya e Zika, transmitidas pelo mosquito, e é produzido através da análise das larvas de mosquitos coletadas nos imóveis, pelos agentes de endemias.

Assim, no 1º Ciclo de atividades foi obtido um valor de IIP de 2.9%, já no 4º Ciclo o valor cai para 1.8%. Sendo que o índice aceitável é de até 3.9%, reflexo disso é a não notificação de casos.

Isso mostra a grande importância dos ACE´s na comunidade, atuando frente a redução desse importante indicador.