Entenda o porque “Pretty Boy” é o melhor filme gay dos últimos tempos

Por André Zaady

Publicado em 30/05/2018 as 09:30

Escrito, produzido e dirigido por Cameron Thrower, o curta-metragem “Pretty Boy” trata-se de uma poética e didática obra cinematográfica que nos enche os olhos não somente por conta da história que é tão presente em milhares de famílias no mundo inteiro onde a ignorância e principalmente o machismo impera, mas também por nos levar a refletir profundamente que todos somos seres passivos de erros, acertos e que a diferença não compreendida e respeitada nos afasta do verdadeiro amor de uns pelos outros.

No filme, Sean (Nick Eversman) é levado para um motel e lhe é dado uma prostituta (Rebekah Tripp) como presente de aniversário de 18 anos, pelo pai (Jon Briddell). Na proposta, ele deve dormir com ela para "consertar" sua homossexualidade questionável.

"Pretty Boy" nos mostra ainda o amadurecimento de um jovem adolescente intimidado, lutando com sua sexualidade e as dificuldades do ensino médio. Depois que seu pai encontra algumas revistas questionáveis ​​em seu quarto, esse cristão devoto, faz qualquer coisa para que seu filho encontre a luz e "atue" como um homem deveria segundo a sua opinião. Sean é apresentado a Katie, uma prostituta que entende os estigmas da sociedade moderna e ajuda-o a ver a verdadeira luz que está dentro dele.

É importante ressaltar que o mesmo foi premiado como melhor filme LGBT de 2017, por diversos sites do seguimento e você poderá conferir todo esse trabalho na íntegra através do YouTube. Vale a pena conferir!


André Zaady