O Agronegócio no Brasil: um exemplo de investimento em inovação e conhecimento.

Por Karolyne Costa

Publicado em 11/04/2017 as 03:59

Não é novidade na Economia Brasileira o importante papel que tem a Agricultura e a Pecuária para nosso PIB, em todos estes anos, fato que enquanto muitos setores reprimiram seu crescimento este foi a exceção à regra.

Na realidade não faz muitas décadas que o Brasil era totalmente dependente de produtos primários, como o leite e o café. Quando estudamos nossa própria formação histórico-econômica nos deparamos com as inúmeras políticas que eram praticadas pelo Governo, à época, a fim de incentivar e garantir a supremacia destes produtos.

Não estamos aqui julgando isso como certo ou errado. Nós temos plena consciência que muitas vezes foi justamente esse tipo de política que gerou perturbadores momentos econômicos.

Contudo, este não é o nosso caso atual e nem vamos falar aqui sobre políticas econômicas voltadas ao setor. A intenção é expor como neste momento o Agronegócio mostra-se um campo de oportunidades reais para aqueles que investem no setor e seu diferencial.

Com atividades modernas, eficientes e competitivas este negócio tem a promessa de que sempre haverá prosperidade econômica para quem nele investir. Nas últimas semanas, mesmo que de forma discreta, temos visto no noticiário destaques sobre suas contribuições para a Economia Brasileira, principalmente, como uma das soluções para crise que passamos.

Esta não é uma ideia sem fundamento. O Brasil é um país com vocação natural para a agropecuária. Dono de 13% de toda água doce do mundo e com seus 388 milhões de hectares de terras agricultáveis férteis e de alta produtividade, dos quais alguns milhões nem sequer foram explorados. É com certeza um ambiente promissor para o desenvolvimento desta atividade.

Aliados a estes fatos os dados mostram que o Agronegócio, mesmo diante da crise, tem mantido o ritmo das suas atividades ajudando no desenvolvimento das atividades do país. Cresceu 1,8% ano passado, enquanto tudo se retraía, com vantagem clara de ter sempre espaço e condições de continuar a expandir.

Os especialistas da área acreditam que mesmo com os assombros da Operação Carne Fraca os efeitos a médio e longo prazo serão positivos, pois trarão a população para mais próximo da gigante estrutura que o Agronegócio tem, mostrando o quão estruturado e eficiente ele é.

Hoje o Agronegócio não é apenas a produção in natura, como produzir apenas grãos e leite, ele é na realidade um processo produtivo que se utiliza de alta tecnologia e biotecnologia. Um processo intensivo de produção agropecuária.

Por estes motivos ele envolve diversos outros ramos da economia, como, por exemplo, bancos que oferecem créditos, indústria de insumos agrícolas que fornecem fertilizante, herbicidas, inseticidas, sementes, entre outros, indústria automobilísticas que fornecem tratores e peças, serviços de profissionais liberais como administradores, contadores, advogados, veterinários e ainda mais áreas que serão envolvidas nas demais etapas que vem com a industrialização dos produtos gerados posteriormente.

Com o entendimento acima não é exagero admitir que o Agronegócio se destaca atualmente e principalmente devido a enorme evolução tecnológica que vem passando, que gera essa integração entre toda essas cadeias produtivas envolvidas e que contribui positivamente para o desenvolvimento e recuperação da economia nacional.

Sabemos que inovação é algo essencial para o desenvolvimento econômico, principalmente em momentos desfavoráveis economicamente, ela é um diferencial que garante a competitividade no mercado. O que precisamos é levar este exemplo para os demais setores da nossa economia, ou seja, garantir que ocorram cada vez mais investimento em inovação e conhecimento e que eles possam ser aplicados no caminho do desenvolvimento.


Karolyne Costa

Economista com mestrado em desenvolvimento regional e gestão de empreendimentos pela UFS, professora voluntária de Economia Brasileira no curso preparatório da Anpec do DEE/UFS. Consultora Financeira e Assessora Parlamentar.