Projeto de ex-aluna do Atheneu Sergipense tramita no Senado Federal

Por Ascom/Seed

Publicado em 10/05/2019 as 13:26

A jovem Giulia Oliveira Pardo, egressa do Centro de Excelência Atheneu Sergipense, em Aracaju, foi escolhida em 2016 para representar Sergipe no Programa Parlamento Jovem Brasileiro (PJB), na Câmara dos Deputados, junto com outros 77 jovens de todo país. Na ocasião, ela apresentou e defendeu o seu Projeto de Lei nas Comissões Parlamentares da Câmera dos Deputados. Nesta terça-feira, 7, o projeto da jovem foi protocolado no Senado Federal pelo congressista sergipano Alessandro Vieira (Cidadania-SE), e deverá tramitar na pauta da casa como PL nº 2641/2019.

O projeto de lei determina que todos os equipamentos adquiridos para realização de exames no Sistema Único de Saúde (SUS) devem ter o processo de licitação finalizado em até 90 dias, após a sua compra para futuros reparos e manutenções.

Giulia Pardo contou na época com o auxílio e orientação do professor de Filosofia do Centro de Excelência Atheneu Sergipense, Denilson Melo.

“Não tenho palavras para dizer o quanto estou feliz, porque foram dois anos e meio lutando para chegar onde chegou. Desde as primeiras conversas com o senador e sua equipe fui muito bem recebida. Eles me mandavam semanalmente um retorno de como estava o projeto, me mandavam uma versão para eu verificar se estava do jeito que eu queria. Isso foi muito gratificante, porque apesar de o projeto ir para o Senado com o nome dele, a todo momento está sendo valorizado o fato de que a ideia inicial foi minha, de que o projeto veio do Parlamento Jovem, de que eu era estudante da escola pública, e até os dados que foram relatados no projeto inicial foram levados em conta. Isso é o mais especial de tudo”, afirma Giulia Pardo.

Para ela, a expectativa é grande que seja aprovado e passe a vigorar como lei. “É muito legal ver que esse projeto tramitará e vai estar lá com meu nome e que o projeto está lá para ser discutido com todos os senadores e, posteriormente, com os deputados”, disse.

Tramitação

O PL passará por comissões onde será examinado e recebido um parecer. Posteriormente, retornará ao Plenário para votação. Se aprovada pelo Senado, a matéria do PL é remetida à Câmara dos Deputados, na condição de órgão revisor. Caso este o modifique, a proposição retorna ao Senado. Como é um Projeto de Lei, deverá ser aprovado ou rejeitado tanto no Senado quanto na Câmara dos Deputados por maioria simples. Depois passará por apreciação do presidente, que decide se veta ou sanciona a lei.

Protagonismo

O senador Alessandro Vieira destacou a importância desse projeto e da participação dos jovens na política como protagonistas. “A escola pública tem um papel importante. Temos o conhecimento pessoal do empenho da maioria dos profissionais que trabalham nessa área. Esse é um projeto muito importante pelo seu conteúdo, principalmente partindo de uma jovem que veio da escola pública e que tem uma grande capacidade de produção. Projetos como o da Giulia estimulam o cidadão comum a participar da política e ocupar o seu espaço”, afirmou.

O diretor do Atheneu, Daniel Lemos, afirmou que com esse Projeto de Lei, Giulia conseguiu propor mudanças e melhorias para a sua comunidade, dentro da perspectiva do jovem competente, autônomo e solidário. “Ela conseguiu demonstrar que, através do protagonismo, o estudante não está sendo preparado apenas para o futuro, mas para ser um agente do presente. O jovem precisa começar a pensar nos problemas da sua comunidade e já propor mudanças. Parabenizo também o senador Alessandro Vieira, por estar dando espaço à sociedade na participação do seu mandato e na construção de uma política democrática”, disse.

A coordenadora estadual do Programa Parlamento Jovem Brasileiro, Célia Gil, parabenizou Giulia Pardo e falou sobre a atuação dos jovens na participação política. “Foi uma grata surpresa, para nós, o reconhecimento da importância desse projeto por parte do senador. Isso só nos alegra, pois vemos em nossos alunos o interesse em contribuir e ao mesmo tempo cobrar dos governantes uma política de ética e seriedade para o bem comum”, afirmou.