Investir em capacitação aumenta chance de sobrevivência das empresas

Por Wellington Amarante

Publicado em 08/02/2019 as 13:55
Foto: UMC Sebrae

Nos últimos cinco anos, quase 20 mil pessoas no estado decidiram apostar no empreendedorismo e resolveram abrir o próprio negócio. Por outro lado, o sonho de ter uma empresa deixou de ser uma realidade para outras 13,5 mil pessoas, que por diferentes motivos necessitaram encerrar os seus empreendimentos. Os dados são da Junta Comercial de Sergipe (Jucese).

Um outro levantamento, dessa vez realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgado no final de 2018, mostra que cinco anos após serem criadas, pouco mais de 60% das empresas já fecharam as portas. Embora não seja possível determinar um único fator como causa da mortalidade, há uma combinação de razões que tem contribuído para o insucesso desses empreendimentos.

“O tipo de ocupação que a pessoa tinha antes da abertura do negócio (se desempregado ou não), o conhecimento do empreendedor no ramo em que atuava, o planejamento adequado da empresa antes da sua abertura, a qualidade da gestão e a capacitação dos seus donos são elementos chave para explicar o porquê desses empreendimentos não terem sobrevivido no mercado”, explica a gerente da Unidade de Cultura Empreendedora do Sebrae, Rosana Leite.

Um aspecto importante a ser considerado é que o fechamento de empresas implica a eliminação de postos de trabalho, a perda de recursos investidos por parte do empreendedor e, no plano pessoal, a frustração das expectativas depositadas no sonho do próprio negócio.

Capacitações

Para a gerente do Sebrae, um dos elementos imprescindíveis para garantir o sucesso de uma empresa é o investimento na melhoria do seu processo de gestão. E para que isso aconteça, dedicar um tempo para a busca de novos conhecimentos é primordial.

“O empreendedor tende a ser mais bem sucedido se seus conhecimentos, habilidades e atitudes são desenvolvidos antes de abrir seu negócio. Características como a busca constante por informações para tomar decisões, se antecipar aos problemas ou às oportunidades, monitorar cada etapa de um projeto, definir metas, ser persistente para atingí-las e estar aberto para correr riscos calculados são características que podem ser desenvolvidas nas pessoas”.

E para facilitar esse processo, o Sebrae disponibiliza aos empreendedores uma série de capacitações sobre diferentes temas de gestão. “ Somente nesse mês de fevereiro teremos cursos e palestras na área de planejamento estratégico, marketing, atendimento ao cliente, gestão de pessoas e vendas. São assuntos que fazem parte do dia a dia de qualquer empresa e que são essenciais para quem já possui um negócio ou tenha a intenção de criar a sua empresa”.

Um outro destaque da programação é o Empretec, um seminário que busca desenvolver características de comportamento empreendedor e identificar novas oportunidades de negócios. São 60 horas de capacitação, divididas em seis dias de imersão, em que o participante é desafiado em atividades práticas, cientificamente fundamentadas, que apontam como um empreendedor de sucesso age, tendo como base 10 características comportamentais.

As atividades começarão a ser ofertadas a partir do dia 11 de fevereiro. A programação completa está disponível no site www.se.sebrae.com.br, local onde também podem ser feitas as inscrições. Mais informações também podem ser obtidas pelo telefone 0800-570-0800.