Exposição EU SOU O MEU LAR na Galeria do Sesc

Por Aparecida Onias

Publicado em 02/10/2018 as 14:26

A Galeria de Arte do Sesc lança nesta quinta-feira, às 19h, a exposição EU SOU O MEU LAR, do artista plástico Rick Rodrigues. A mostra é composta por desenhos, bordados, objetos e pequenas instalações que discutem o espaço poético da intimidade e da morada como proteção e espaço de habitação.

Na criação artística desse capixaba, a casa (espaço de conforto, segurança, moradia, lar) é recorrente desde os seus desenhos monocrômicos azuis ou vermelhos construídos com grafites coloridos, para lapiseira 0.5mm inseridos sobre papéis de texturas finas, até as esculturas, miniaturas, bordados e instalações.

Para a técnica em artes visuais do Sesc, Vanderléa Cardoso, receber as obras de Rick Rodrigues é uma oportunidade de discutir os espaços que consideramos nosso lar e, em especial, o desenho da afetividade construído por nossas experiências desde a infância até a vida adulta.

Além da exposição o Sesc também irá promover a oficina Desenho e Bordado Sobre Papel, com Rick Rodrigues, dia 05/10, sexta-feira, das 14 às 17h, com inscrições gratuitas. Após a oficina o artista fará uma palestra sobre a poética do bordado no processo criativo, às 19h, no auditório do Sesc Centro.

A exposição ficará em cartaz até 08/11. A Galeria fica na Unidade Centro, localizada à Rua Senador Rollemberg, 301, Bairro São José. O serviço de visita mediada pode ser agendado durante a semana, através do 3216-2753/2726 ou sescgaleria@gmail.com.

Rick Rodrigues (1988) é artista plástico e possui Mestrado em História, Teoria e Crítica da Arte, pelo Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Federal do Espirito Santo. Foi premiado pela Secult/ES e Funcultura nos anos: 2012, 2014, 2015 e 2016. Integra o grupo Almofadinhas, também formado por Fábio Carvalho (RJ) e Rodrigo Mogiz (BH) que se dedicam a atividades no território do sensível e do delicado, tendo o bordado como um dos meios de produção de suas obras. Nesse contexto, o trabalho dos artistas enfatiza a técnica do bordado na discussão da contemporaneidade e da tradição junto a abordagens sobre gênero, afetividade e sexualidade.

Constantemente participa de exposições no Espírito Santo, de salões de arte nacionais e já integrou duas exposições coletivas internacionais – Madrid/Espanha (2016) e Porto/Portugal (2014). Participou da Bienal de Arte Contemporânea do Sesc Distrito Federal (2016). Teve uma série de desenhos bordados premiada no 44º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto (2016) – Santo André (SP). Acumula mais de 30 exposições coletivas e 5 individuais, sendo uma em Belo Horizonte/MG e as outras no ES. Finalista do Concurso Garimpo 2017 da Revista DASartes, vencedor na categoria voto popular. Em Vitória é representado pela OÁ Galeria–Arte Contemporânea. Possui obras em acervos institucionais e particulares.