Seminário discute estratégias para melhorar gestão das cidades

Por Wellington Amarante

Publicado em 05/06/2018 as 18:26

Como o planejamento, uma boa gestão e o uso de novas tecnologias podem ajudar a reduzir os índices de violência nos municípios brasileiros? É pensando em estimular o debate sobre essas questões que o Sebrae promove nessa quarta-feira, 6, a partir das 8h, o ‘Seminário Internacional Gestão das Cidades.

O evento será realizado na sede da entidade, localizada na Avenida Tancredo Neves, 5.500, e contará com palestras ministradas por duas das maiores referências sobre o tema: o jornalista, consultor internacional e ex-secretário de Desenvolvimento Social de Medellin, na Colômbia, Jorge Melguizo, e o especialista em Políticas de Prevenção à Violência Urbana e atual secretário de Segurança Urbana de Recife (PE), Murilo Cavalcanti.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo telefone 0800-570-0800, ou no local do evento, até 30 minutos antes do início das atividades. As vagas são limitadas.

Em sua palestra, Melguizo apresentará como a cidade de Medellin, que se tornou famosa por sediar um dos maiores cartéis de drogas e foi considerada durante muitos anos uma das mais violentas do mundo, conseguiu reduzir os índices de criminalidade, atrair investimentos privados e se tornar um dos principais polos de desenvolvimento da Colômbia.

Para se ter uma ideia dessa evolução, no início dos anos 1990 o índice de homicídios na cidade era de 360 por 100 mil habitantes. Em 2017 esse percentual caiu para 21 por 100 mil cidadãos.

A melhora nesses índices pode ser explicada por conta da decisão do poder público de realizar investimentos em segurança pública, combater a corrupção e realizar, em parceria com o setor privado, investimentos em programas que oferecem capacitação profissional, renda garantida por tempo determinado e apoio psicológico e social aos moradores.

Em Sergipe, para efeito de comparação, a taxa de homicídios saltou de 29,2 em 2006 para 64,7 por 100 mil habitantes em 2016, de acordo com o Atlas da Violência 2018, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e divulgado nesta terça-feira, 5.

Parcerias

Já o secretário de Segurança Urbana de Recife, Murilo Cavalcanti, debaterá como as parcerias público-privadas podem ser importantes para reverter a violência nas cidades. Além do exemplo de Medellin, um dos casos que serão apresentados é o da cidade de Paraty, no Rio de Janeiro, que por meio do trabalho conjunto desenvolvido entre a Prefeitura e empresários locais conseguiu reduzir em 49% os casos de roubo a partir de uma agenda de redução de violência.

“A violência é um grande obstáculo para o desenvolvimento das cidades, pois além de causar a morte de milhares de indivíduos economicamente ativos, ela também contribui para aumento nos gastos com saúde e segurança, reduzindo assim os investimentos em outras áreas estratégicas para qualquer município. A nossa ideia ao realizar esse evento é promover o debate sobre essas questões para juntos construirmos políticas que ajudem a transformar o cenário atual”, explica o superintendente do Sebrae, Emanoel Sobral.

O Seminário é uma realização do Sebrae em Sergipe, Federação do Comércio do Estado de Sergipe (Fecomércio), Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES), da Associação Comercial de Sergipe (Acese) e da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Turismo.