Hesitar ou exitar?

Por Luciana Tannus

Publicado em 20/11/2017 as 15:54

Olá pessoal, tudo bem? Então, a dúvida desta semana é:
O aluno hesitou ou exitou, mas assinou a advertência?

Não hesitemos, né pessoal!
O correto é:
O aluno HESITOU, mas assinou a advertência.

Os verbos hesitar e exitar são homônimos, ou seja, mesma pronúncia (algumas vezes, a mesma grafia), mas significados diferentes.
Diante de tanta hesitação, o aluno não teve ÊXITO.

Anote aí para não esquecer:
O verbo hesitar (= ficar indeciso, vacilar, gaguejar, titubear) deve ser escrito com “h” e “s”.
O substantivo êxito (= resultado, triunfo, sucesso, efeito) não tem “h”, mas deve ser escrito com “x” e com acento circunflexo.

Agora, já pensou se, em vez de hesitado, o aluno tivesse ficado “excitado” na hora de assinar a advertência?
Então, cuidado! Hesitado ≠ exitado ≠ excitado

Registre aí para não errar: êxito (=sucesso, efeito); hesitar (=vacilar, titubear); excitar (=exaltar, provocar, estimular).



Luciana Tannus

Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, lecionou Língua Portuguesa durante três anos em escolas públicas e privadas. Em 11 de setembro de 2009, lançou a sua primeira participação na coletânea “Nós da Poesia”, lançada na Bienal Internacional do Livro no Rio de Janeiro, ocasião em que prestaram uma homenagem às vítimas do ataque terrorista nos EUA; e relançado em maio de 2010 na Bienal de Minas Gerais, em Belo Horizonte.  Foi poeta premiada em 1º lugar - pela Academia Itapemense de Letras de Santa Catarina em 2009, no Concurso Literário – O Pensador III – poema intitulado ‘Real- idade Árida’, premiada em 1º lugar - pela “Literarte Brasil” – Rio de Janeiro – Com a poesia “JudiAção” e em 3º lugar pela Confraria dos Poetas Brasil em Porto Alegre/RS em 2000. Hoje trabalha na Câmara Municipal de Aracaju.