Operação Babel: dono da Torre é preso e Mendonça Prado afastado da Emsurb

Por Jonatan Santana

Publicado em 09/04/2017 as 18:15
Foto: Divulgação/Internet

A segunda fase da Operação Babel, que investiga supostas irregularidades nos contratos e coleta do lixo urbano de Aracaju entre 2013 e 2016, culminou na prisão do empresário José Antônio Neto, proprietário da empresa Torre. Agentes do Departamento de Crimes contra a Ordem Tributária e Administrativa Pública (Deotap) cumpriram mandado de prisão preventiva neste domingo (09) contra o empresário, que estava em Salvador, e foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Sergipe (IML), em Aracaju, para realização de exame de corpo de delito.

Na primeira fase da operação, deflagrada em 21 de março deste ano, a Polícia Civil de Sergipe cumpriu 13 mandados de busca e apreensão -- tanto na sede da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emurb) quanto na Torre. Durante ação documentos, computadores e celulares foram recolhidos e estão sendo analisados.

Também neste domingo, a Justiça determinou o afastamento imediato de Mendonça Prado do cargo de diretor-presidente da Emsurb. Além dele, outros dirigentes do órgão serão afastados.

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE) mandados estão sendo cumpridos pela equipe do Deotap e novas prisões podem acontecer a qualquer momento.